'Ícaro'

Como conseguir (tudo) o que você deseja de melhor

Uma vida feliz, uma carreira próspera, um futuro promissor...

Os japoneses têm um ditado:

"Uma coisa em mil coisas, mil coisas em uma coisa."

Com isso eles querem dizer que todo o conhecimento pode ser resumido em uma só verdade e que esta verdade única é mais facilmente compreendida quando explicada em mil palavras.

Eu, particularmente, vejo o mundo como uma montanha adiante de cada um de nós. Toda montanha tem um topo e é no topo que queremos chegar.

Ora, não há uma única forma de subir a montanha, há trilhas e caminhos diversos.

Uma certa trilha pode ser mais curta, porém tão difícil a ponto de exigir habilidades que só alpinistas experientes conseguem ter.

Outros caminhos são longos, qualquer um pode trilhar, no entanto, embora muitos o trilhem, poucos são os que conseguem progredir, devido à quantidade de ciladas e perigos a que são expostos.

O que passarei a dizer deste ponto em diante é apenas o caminho mais racional (mais curto, menos penoso, mais econômico) que eu fui capaz de encontrar em minha carreira de mais de 20 anos de experiência em diversas áreas.

Vi e vivi muitas coisas, bem mais do que eu talvez desejasse ter feito.

Olhando para trás, contemplando o volume desconfortável de erros, percebo o quanto eles foram importantes para que eu chegasse até onde agora estou.

Ao mesmo tempo, concluo o quanto tantos destes equívocos poderiam ser facilmente evitados, se ao menos eu soubesse uma coisinha ou outra que farial realmente a diferença...

Você já passou por isso?

E se eu tivesse que resumir estas muitas coisas que passei em uma única frase que explicasse qual é a trilha que eu recomendo para chegar ao topo da montanha, isto é o que eu diria:

"Entendimento é poder. Poder de mudar. Mudar para ser livre. Ser livre para viver feliz."

Se neste momento você me permitir a generosidade de sua atenção, passarei a dizer a mesma coisa em outras palavras.

Vozes internas.

'Passarinhos na árvore de cereja'

'Passarinhos na árvore de cereja' de Shoson Ohara, 1920 (Japanese Art Open Database).

Nascemos sós. Temos uma voz só nossa.

Uma voz interna querendo saber de tudo, tentando entender o mundo a nossa volta.

Com o passar do tempo, esta voz é diluída como um suco que erramos a mão e acaba ficando aguado.

Neste ponto, já não somos mais sós. Estamos em meio a uma multidão de vozes internas.

Cada uma dessas vozes em nossa mente é um personagem de um livro de romances que somos obrigados a ler.

E cada personagem (mãe, pai, família, amigos, professores, conhecidos, gente de fama, pessoas públicas etc.) tem uma história de vida própria, com seus altos e baixos, valores e defeitos. E não temos muita escolha, absorvemos todas estas vozes dentro de nós.

Permita-me perguntar:

Há quanto tempo você não distingue o tom da sua própria voz, destacada da multidão?

Não sabe do que realmente gosta, do que realmente quer de sua vida, das suas necessidade mais básicas, daquilo que fará bem a você a longo prazo.

Parece que, em um mundo "líquido", globalizado, todo mundo quer, pensa, sente e reage de formas mais ou menos padronizado.

Na era da opressão dos celulares e dispositivos móveis, achamos que temos opções e mobilidade, mas estamos na verdade imobilizados, escravizados aos modos e trejeitos da multidão. E a multidão não tem rosto, não tem charme, parece até que não tem alma.

A multidão não tem um propósito claro. Se a vida é uma montanha, a multidão não tem o cume como objetivo. A multidão ficou sem opções de vida, tudo é monocromático, preto no branco...

Permita-me uma outra pergunta:

Quantas formas você conhece de fazer dinheiro, de obter o seu sustento?

Quantas formas você conhece de cuidar da sua saúde, de se curar de alguma doença? Quantas formas diferentes você conhece de se alimentar, de nutrir seu corpo de modo saudável?

Quantas opções você tem em seu portfólio de competências para reagir a momentos de crise, a momentos extremamente desagradáveis, à negativas, abandono e rejeição?

A busca por caminhos alternativos.

O nome ficou tão batido que raramente entendemos profundamente o real valor da palavra "Alternativa".

Ter alternativas não é apenas algo maravilhoso, é absolutamente indispensável.

É indispensável se queremos verdadeiramente ser livres.

Osho: "Seres humanos são liberdades".

Sem liberdade, não passamos de pássaros engaiolados... Seres humanos precisam da liberdade de ter opções.

Um pássaro é sua liberdade de voar. E é para isso tem asas. Não fosse isso, poderia ter nascido com pêlos ou pele, não precisaria de penas.

Porém, no triste destino dos pássaros engaiolados, a comodidade da comida fácil os faz se acostumarem com a perda de sua liberdade.

Trata-se de um acordo imposto, mas nem por isso um acordo de todo mau.

Aceitamos muitos destes acordos em nossas vidas... E é mais ou menos assim:

"Eu, ser humano, confino você, pássaro, a uma gaiola. Te dou comida e água fácil, você não precisa mais se preocupar com sua subsistência. Nem com as ameaças à sua vida do mundo selvagem. Em troca, você fica aí, quem sabe, até cantando. Gostaria que não pensasse mais em sua liberdade, afinal, todo mundo sabe, é comum pássaros viverem em gaiolas."

Pois bem, gostaria que observasse atentamente o vídeo que vem logo abaixo, que registra a minha tentativa de libertar o passarinho da minha mãe.

Dado o tempo que está preso, ele não poderia ser simplesmente solto, pois não saberia encontrar seu alimento, tornando-se até mesmo uma presa fácil para outros predadores. E é por isso, preciso adestrá-lo a sair e voltar da gaiola para alimentar-se.

Porém, minha ambição vai além disso: através de algo tão simples, quero provar o quanto é difícil abandonarmos nossos condicionamentos mentais de anos e anos a fio.

Além disso, enfatizar que não é nossa culpa se não conseguimos enxergar nossas respostas mais importantes, mesmo quando elas estão estampadas a um palmo de nossos narizes.

Por fim, dizer também que, mesmo tudo sendo assim desta forma, é possível, sim, através de pequenos ajustes, realizar mudanças a fim de obtermos nossa liberdade.

É claro que eu poderia simplesmente relatar o processo por escrito. Mas aqui entra um outro grande aprendizado de vendas:

"Se eu falo, você duvida. Se eu mostro, você acredita."

Por favor, invista alguns minutinhos observando bem atentamente o drama do pichau-chau Chiquinho registrado neste vídeo.

As imagens que você verá podem facilmente representar a história de vida de muitos de nós.

Note que Chiquinho está tão condicionado ao limite de espaço imposto por anos e anos de reclusão que simplesmente não consegue entender que há três saídas abertas.

Chiquinho o tempo todo vê dois comedores de alpiste do lado de fora da gaiola, quer comer, está com fome, porém... simplesmente não sabe como chegar até eles.

No entanto, quando eu posiciono a gaiola um pouco mais ao alto (12 minutos e 21 segundos), deixando o comedor bem na linha de fuga, aí sim, ele consegue finalmente entender que há uma saída e consegue fazer sua passagem para fora de sua prisão...

Agora fica mais fácil entendermos por quê diabos, muitas vezes, nós temos a resposta bem diante de nossos narizes e, ainda assim, não conseguimos compreender o que fazer...

Guarde bem esta frase:

"Entendimento é poder".

Meu papel nesta história não é de ser um "libertador", sou apenas um facilitador, ajudando alguém a conquistar sua própria liberdade.

Em nossa vida, a gaiola pode ser traduzida pela "multidão de vozes" que trazemos conosco. E cada voz em nossa cabeça é um fio da grade que resulta na gaiola que nos confina.

São as vozes de outras pessoas com quem temos contato, direto através de nossa convivência ou indireto através da mídia (livros, músicas, filmes, tc etc).

Elas nos limitam a um estado de coisas, a um estado mental que, afinal, se traduz como a forma como vemos o mundo, a noção que fazemos da realidade em si.

Mas é claro! Se pintamos um mundo repleto de dificuldades e obstáculos, é isso o que teremos em nossas vidas! Se, no entanto, imaginarmos as dificuldades como degraus, tudo muda. Obstáculos servem para nos parar, degraus de uma escada servem para nos elevar!

O fato de muitos de nós termos problemas financeiros, de relacionamento, de autoestima ou de procrastinação, enfim, o fato de que experimentamos problemas pessoais diariamente, é prova de que precisamos apenas... recalibrar nossa noção de realidade.

A trilha que eu recomendo às pessoas que me consultam em busca de conselhos sobre realização profissional (plano de marketing, plano de vendas e plano negócios) e realização pessoal (plano de vida) tem como princípio o seguinte:

Na maioria das vezes, tudo o que é necessário são pequenos ajustes diários que farão a grande diferença a longo prazo.

Pequenos ajustes que são obtidos a partir de pequenas ideias: simples, indolores, altamente eficientes.

Por exemplo, achamos que as pessoas compram porque tem necessidade, que tudo o que precisamos para vender bem é divulgar nossa imagem, que propaganda é a alma do negócio, que fazer a coisa certa vai nos conduzir aos resultados desejados, que ter um diploma, um MBA, um pistolão, entre outras coisas, resolverá nossos problemas e nos fará bem sucedidos.

Não importa o quanto importante você ache que seu produto é para as pessoas (ou mesmo o quanto realmente seja importante para as pessoas).

Não importa o quanto elas necessitem de algo que você tem para oferecer.

A "química" só acontece de verdade quando um detalhe específico entra no jogo. Os americanos chamam isso de tipping point, o "ponto de virada".

No caso do passarinho Chiquinho, este detalhe foi colocar sua comida bem no caminho por onde ele deveria passar para sair da gaiola.

São detalhes como estes que mudam tudo, que viram o jogo.

Similarmente, somos levados a acreditar que "investir em nós mesmos" resume-se em realizar cursos de aperfeiçoamento, pós-graduações, até mesmo viagens e terapias profissionais que visem nosso bem-estar.

Enquanto todas estas coisas são realmente válidas para melhorar nosso desempenho e paz de espírito, nada disso é realmente de suma importância no momento de empreender um negócio próprio ou colocar em prática um projeto.

O conhecimento sobre como funciona o ser-humano aliado ao autoconhecimento (de como você mesmo funciona) é que nos fazem de fato prosperar. Pois, para tudo que iremos realizar na vida, necessariamente, precisamos nos relacionar com outras pessoas.

Muitas vezes, me deparei em meu trabalho como consultor com pessoas que aprenderam corretamente os conceitos técnicos, mas falhavam miseravelmente no momento que iam colocá-los em ação.

Por que? Simples: em vários momentos, demonstravam impaciência e inabilidade de comunicação. E, em qualquer projeto, há um momento de espera para maturação e necessidades de persuadir outras pessoas a colaborarem.

Não conseguiam, na hora mais importante, colocar em prática o que sabiam por razões internas, não externas.

Como mudar isso? Com entendimento, entendimento correto sobre, entre outras coisas, que tudo na vida é um processo...

São exatamente tais detalhes aplicados ao mundo do Marketing, Vendas e Realização Pessoal que mudam o desfecho final das coisas.

É isso o que as pessoas que se consultam comigo vem buscar: ideias simples que fazem toda a diferença em suas vidas profissionais e pessoais.

Muitas destas pessoas já experimentaram muito e estão cansadas de tanto tentar, tentar e não conseguir nunca.

Quem sabe, com o tempo, conseguissem sozinhas chegar ao topo da montanha por seus próprios meios. Quem sabe, com o tempo, algum dia, o passarinho conseguisse passar pela porta aberta que o conduziria a sua liberdade...

Mas, a arte da prudência aconselha que é mais sábio economizar tempo e ir direto ao que interessa:

  • Ser feliz

Ter uma vida de realizações, significativa, próspera, sabendo lidar com as dificuldades e superá-las uma a uma e, a todo momento, estar ao lado de quem você ama.

  • Construir um meio de vida recompensador

Um meio que proporcione a você, não somente o sustento, mas renda crescente, segurança e a habilidade de tomar suas próprias decisões e mandar no seu próprio nariz.

O sistema encalacra sua vida com informações que muitas vezes fazem as pessoas apenas se sentirem mais perdidas.

Num mundo dominado por sabichões que adoram dizer aos outros o que fazer, encontrar alguma sabedoria prática é algo cada vez mais difícil.

De verdade, simplicidade nunca foi tão importante quanto agora.

Princípios são a bússula a nos guiar neste mar de informações.

Um destes princípios nos ensina que ninguém vende tão bem quanto nossos clientes. Quer ter sucesso em seu empreendimento, consiga clientes que gostem de você a ponto de recomendarem você para outras pessoas. Por falar nisso...

O que meus clientes tem a dizer

"Obrigado pela consultoria. Na verdade acredito que esse tenha sido o melhor investimento que fiz em toda minha vida profissional... Simplesmente porque tudo que pus em prática deu certo e resultados acima de tudo que já vivenciei. Aprendi que o real significado de que menos é mais... Sem muitas teorias e enrolação acadêmica. Sei muito bem disso porque tenho mestrado, estudei em faculdades caras e de renome. Com o Rogério peguei mais objetividade e foco. Aprendi a enxergar a realidade nua e crua... O real sentido de enxergar com os olhar dos clientes. Aprendi a fazer com que eles me dissessem aquilo que eles gostam de ouvir e trabalhar em cima disso para proporcionar a real satisfação."Rodrigo Nunes de Oliveira, Empresário, Dono do NEPUGA, Ribeirão Preto - SP.

"Por ser formado na ESPM e conhecer bem os conceitos de marketing, havia estudado o mercado, analisado os concorrentes e os modelos de negócios existentes, mas resisti em criar uma pesquisa com clientes, pois o formato tradicional de mercado me custaria pelo menos o valor integral de investimento que eu tinha para todo o negócio. Rogério mostrou-me uma nova estratégia de como fazer uma pesquisa viva e interativa com os candidatos, com um custo e esforço absurdamente menor do que eu imaginava. A partir desse modelo de pesquisa, comecei a criar uma estratégia totalmente voltada a partir do ponto de vista do cliente. Minha resistência em abrir mão do modelo inicial quase me custou a empresa. Com três meses de negócio, decidi jogar fora toda a estratégia inicial. Hoje, estou bastante otimista em relação às oportunidades e ao futuro. Meus sinceros agradecimentos a Rogério Madureira e minha grande recomendação por todo o trabalho realizado até aqui!"Luís Abdalla, Empresário, Co-fundador da Seja Trainee, São Paulo - SP.

"Sua consultoria, palavras, dicas e seu livro, ficaram enraizados na minha mente e coração até hoje. Me ajudaram muito a compreender. Utilizo o que aprendi com você todos os dias. Estou na fila, para quando as portas se abrirem, eu ser o primeiro. 🙂Estou com sede para aprender mais..."Fábio Ricardo de Carvalho, Empresário, Dono da Agenciada e da Casa Açaí, Teresina - PI.

Seus próximos passos

Se você viu valor em algo do que eu disse aqui, provavelmente, vai querer fazer duas coisas.

1 - A primeira é deixar seu nome e email para receber, uma vez por semana, um conteúdo como o que acabou de ler.

(Apenas para que saiba, o primeiríssimo conteúdo é sobre como uma mentalidade positiva pode nos ajudar a lidar com respostas negativas a fim de conseguirmos por fim respostas afirmativas).

2 - A segunda coisa é reservar 30 minutinhos para conversarmos, sem compromisso e sem custo, sobre qualquer coisa que você quiser em relação aos temas "Empreendedorismo" e "Realização Pessoal".

  • Talvez você queira apenas algumas sugestões de ideias e oportunidades de bons negócios.
  • Talvez você queira apenas alguma opinião crítica e isenta sobre o que tem feito, os resultados que tem obtido e onde gostaria de chegar com tudo isso.
  • Talvez você esteja apenas querendo abrir seu próprio negócio e gostaria de dicas sobre os melhores passos a tomar neste momento.
  • Talvez você esteja sem saber o que fazer nem para onde ir e esteja querendo urgentemente orientação.
  • Talvez vocẽ não queira mais ser empregado pro resto da vida, queira ser livre, ter tempo e dinheiro para o que quiser, sem que os seus sonhos de vida sejam limitados a um contra-cheque.
  • Talvez você não queira nada disso, apenas bater um papo de meia hora para fazer um novo amigo :-)

Seja qual a razão, entre em contato: se você tem algo a dizer, eu quero ouvir.

Esta conversa acontece via Internet por Skype (ou qualquer outro canal de videoconferência que seja mais conveniente).

Saindo do anonimato.

"A Função mais valiosa de qualquer Website é permitir que, no final, as pessoas saiam do anonimato. Sempre que um website proporciona isso, ele está cumprindo com sua primeiríssima missão." — Seth Godin.

Mãozinha

Antes que se vá, será que poderia me dar uma mãozinha?

Se você apreciou este conteúdo e se sente no desejo de retribuir de alguma forma, talvez conheça alguém que poderá também se beneficiar.

Se puder compartilhar o endereço desta página (atipico.com.br), isso seria fantástico. Basta clicar no botão abaixo para copiar o endereço.

Obrigado

Fique forte, fique firme, fique frio.

Ampelxos,

'Assinatura'

Rogério Madureira


Sobre Rogério Madureira

Email | Facebook

'Rogério Madureira'

Rogério Madureira: "Minha missão é ajudar você a conseguir o que deseja, tornando coisas difíceis mais fáceis".

É nascido na cidade do Rio de Janeiro e viveu sua adolescência nas serras de Nova Friburgo e de Petrópolis.

Iniciou sua carreira profissional como representante comercial. Cursou Letras Clássicas em Faculdade de Filosofia.

Foi diretor de TV na Rede Globo/S+M, diretor de criação na H.Stern/The Knot e redator publicitário na Gelre.

Bem na virada do século, fundou seu próprio negócio que, graças a seu pioneirismo com os Padrões Web no Brasil, angariou clientes como Terra Networks, Volkswagen, Unisys, Accenture, Grupo Abril, Magazine Luiza, Bondfaro, Par-Perfeito, entre outros.

  • Em 2007 escreveu e publicou por conta própria o "Livro-Curso-Tutorial de SEO".
  • Em 2012, publicou o livro sobre empreendedorismo chamado “Caia Dentro ou Caia Fora! - Antes de GASTAR, saiba como GANHAR”, hoje em sua 3ª edição.
  • Em 2014 publicou, também por conta própria, o livro de poesia intitulado “Poesia à (Alguma) Mulher”.
  • Em 2017, publicou o livro "A Arte de Procrastinar — Como Realizar... Adiando", escrito em parceria com a empresária Ana Carolina Puga.

Sua missão profissional hoje, seja como escritor ou conselheiro, é ajudar pessoas com espírito empreendedor a:

Nunca mais precisarem de um emprego na vida, conquistando sua independência por meio de um negócio próprio.

É adepto, tanto para si mesmo, quanto para seu cão, do movimento de Alimentação Viva (alimentação a partir de sucos, vitaminas, frutas, sementes e cereais).

Ele mesmo é responsável por sua saúde, tendo optado pela ??Nutracêutica??? e terapias naturais como únicas formas de medicina.

Continua achando que o mundo acabará em breve e torce muito para que isso aconteça ANTES da próxima fatura do cartão de crédito.

😄

'Ícaro'


CopyLeft: "Deixe o que puder, leve o que precisar."